Domingo, 20 de Maio de 2018

Blog PMMA

PMMA Olímpia e Consulta Percepção

Categoria: Blog Sandra
Acessos: 382

 

Daemo Ambiental lança Consulta Pública Ambiental

 

A Daemo Ambiental está lançando esta semana a Consulta Pública Ambiental, uma ferramenta de levantamento de percepção e opinião pública sobre temas ambientais da Estância Turística de Olímpia. O objetivo é oferecer aos cidadãos a oportunidade de refletir sobre pontos fortes e desafios municipais e para indicar demandas prioritárias a serem atendidas por políticas públicas ambientais no município. Para participar da consulta, o interessado deverá entrar no link https://goo.gl/RfMzVP e responder o questionário.

Concebida pela Fundação SOS Mata Atlântica e o Instituto Paulo Montenegro, a Consulta Pública Ambiental permite coletar dados que indiquem como as pessoas percebem o município onde vivem, sob a perspectiva ambiental. Ao mesmo tempo, possibilita o compartilhamento de informações, a partir de uma metodologia que promove a participação e a mobilização social, e proporciona momentos de reflexão sobre as influências do meio ambiente na qualidade de vida da população.

A Consulta Pública Ambiental foi planejada, principalmente, para que as informações coletadas a partir de sua aplicação sejam utilizadas na elaboração e no acompanhamento dos Planos Municipais de Mata Atlântica (PMMA), garantindo a escuta da população em diferentes etapas de seu processo de realização, trazendo o diagnóstico da realidade do meio ambiente local como uma de suas contribuições.

O questionário aborda oito áreas temáticas Qualidade do Ar, Ambiente Urbano, Qualidade da Água, Gestão de Resíduos, Territórios, Consumo Sustentável, Informações Ambientais e Participação Social.

Fonte: http://www.daemo.sp.gov.br/noticias/daemo-ambiental-lanca-consulta-publica-ambiental/4044

PMMA de São Paulo

Categoria: Blog Sandra
Acessos: 447

IMG-20171020-WA0004

Consulta pública para o PMMA de São Paulo! Participem!

Atlas Esgotos

Categoria: Blog Sandra
Acessos: 431

atlas

A Agência Nacional de Águas (ANA) lançou na terça-feira, dia 26, o ‘Atlas Esgotos: Despoluição de Bacias Hidrográficas’, em sua sede na cidade de Brasília-DF. O documento apresenta o índice de coleta de tratamento dos esgotos e o percentual de remoção de carga orgânica em cada um dos 5.570 municípios, além de classificá-los em categorias segundo com a capacidade de diluição da carga recebida pelos respectivos corpos receptores (ilimitada, ótima, boa, regular, ruim, péssima ou nula).

O Atlas ainda destaca os níveis de eficiência de tratamento requeridos para cada município e os caminhos para a estruturação institucional das prestadoras de serviços de coleta e tratamento de esgotos em todo País.  “O lançamento dos esgotos sem um tratamento adequado, que esteja de acordo com as condições do corpo d’água receptor, ameaça a segurança hídrica, pois a depender do nível de poluição, o corpo hídrico não pode mais ser usado para captação com o objetivo de abastecimento público. Com isso, os centros urbanos estão procurando mananciais alternativos cada vez mais distantes, encarecendo ainda mais a solução”, disse o diretor-presidente da ANA, Vicente Andreu.

O estudo revelou que menos da metade (42,6%) dos esgotos do País é coletada e tratada e que somente 39% da carga orgânica gerada diariamente no País (9,1 mil t) é removida pelas 2.768 Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) existentes no Brasil antes dos efluentes serem lançados nos corpos d´água.

Para conferir todas as informações do ‘Atlas Esgotos: Despoluição de Bacias Hidrográficas’, clique aqui.

logopequeno

Você está aqui: Home Blog